19/09/2013
Seja o primeiro a comentar

Benefícios da Prática de Yoga na Terceira Idade (Ouça)

Blog da Bem-Estar

 

Os benefícios primários e secundários da prática de Yoga são amplamente conhecidos. A sua prática, se for constante e bem orientada, equilibra todo o corpo humano, e ajuda a harmonizar os sistemas nervoso e endócrino, além de melhorar a flexibilidade e o fortalecimento, tonificando o corpo, “trazendo melhoras expressivas para o sistema respiratório e cardiovascular, clareza mental, entre outros” ressalta a professora de Yoga Adriana da Cunha, do Espaço Nirvana.

Em especial, para obter os melhores resultados da prática da Yoga para a terceira idade, é necessário um olhar atento  para as necessidades e possibilidades específicas desta faixa etária. Com a maturidade, a sabedoria e a experiência de vida que atingimos ao chegar nesta fase, comumente temos a possibilidade e, até, a predisposição para vivenciarmos as técnicas mais introspectivas do Yoga (técnicas de concentração, meditação, relaxamento profundo e visualizações), em função da diminuição de inquietudes da juventude e do maior entendimento da importância de atingirmos a plenitude dos potenciais espirituais.

A seguir, uma lista de benefícios voltados da prática voltados para as necessidades da terceira idade:



1 – Diminuição do risco de quedas por meio das técnicas que desenvolvem o equilíbrio, flexibilizam as articulações dos pés, tornozelos e joelhos, fortalecem e tonificam os músculos das pernas e glúteos, ampliam o espectro da coluna vertebral e melhoram a visão;

2 – Diminuição da ocorrência de incontinência urinária por meio de técnicas que fortalecem a musculatura do assoalho pélvico;

3 – Melhora expressiva da memória e do poder de foco mental por meio de exercícios respiratórios que promovem grande oxigenação cerebral, além de técnicas de visualização, concentração e meditação, que, ainda, atuam potentemente em quadros de ansiedade e depressão;

4 – Melhora na qualidade da digestão e excreção por meio de posturas que estimulam, tonificam e oxigenam glândulas e órgãos de uma maneira intensa e saudável, regularizando seu funcionamento: melhorando o peristaltismo intestinal e consequente evacuação, a eliminação dos gases intestinais e gástricos, induzindo à correta absorção dos nutrientes;

5 – Melhora na qualidade e quantidade do sono  por meio de técnicas de relaxamento, respiratórias e posturais que equilibram o sistema nervoso e induzem ao sono tranquilo e reparador, necessário para vivermos dias mais saudáveis e produtivos;

6 – Benefício ao sistema cardiovascular (inclusive hipertensão arterial) e quadros de fibromialgia por meio de técnicas de relaxamento profundo.

7 – Aumento da vitalidade por meio de exercícios respiratórios que levam uma quantidade maior de oxigênio ao organismo, aumentando a quantidade de energia vital.

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter