09/10/2013
Seja o primeiro a comentar

Práticas esportivas cooperam para vida saudável na terceira idade

Correio de Uberlândia

A expectativa de vida da população uberlandense subiu de 70,45 para 78,09 anos em menos de 20 anos, entre os anos de 1991 e 2010. A mudança, apresentada em reportagem publicada pelo CORREIO de Uberlândia em agosto deste ano, representou um aumento de 10,8% na longevidade em Uberlândia. Os dados, baseados no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) Longevidade, um dos quesitos que formam o IDHM geral das cidades brasileiras, foram divulgados no fim de julho de 2013 e mostram que a cada década torna-se possível viver mais e, para o geriatra Ariovaldo José Pires, do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), é possível aliar esse cenário à qualidade de vida.

Segundo o médico, para conseguir manter a saúde na terceira idade, é preciso que a pessoa, além de fazer dietas alimentares balanceadas, pratique exercícios físicos e esportes. “É importante fazer o que gosta, se sentindo bem durante a ação. Recomendamos a realização de atividades três vezes por semana, durante 40 minutos cada. Mas, se puder fazer todos os dias, pelo período de 50 a 60 minutos cada, melhor ainda”, afirmou.

Ainda de acordo com Ariovaldo Pires, a natação é um dos esportes mais indicados, pois movimenta todos os músculos do corpo. A hidroginástica também é recomendada pelo especialista, pois ajuda os idosos a ganhar equilíbrio e confiança na locomoção, reduzindo o risco de quedas. Ainda conforme o geriatra, a musculação também é positiva, já que é a única prática que mantém a força muscular.

“Caminhadas e esportes de impacto, como o vôlei, o tênis e o basquete, também são bem-vindos para o combate à osteoporose. É preciso que o homem ou a mulher firmem o calcanhar primeiro, para depois apoiar o restante do pé”, disse. “Sugiro também atividades como a ginástica, a bicicleta e o pilates, para pessoas da terceira idade. Tudo isso, após a passagem por uma avaliação clínica, para não haver problemas depois”, afirmou.

E a adesão ao esporte pode ser feita na terceira idade, mesmo que a pessoa não tenha feito esta opção nos anos anteriores. “Nunca é tarde para começar. O ideal é que façamos esportes ao longo da vida, gerando bons reflexos depois, mas, se for o caso, essa atividade pode ser iniciada após os 60 anos de idade, melhorando a qualidade de vida.”

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter