19/11/2013
Seja o primeiro a comentar

Brasil será sede do Fórum Mundial de Seguridade Social em 2016

Previdência

Durante a sessão de encerramento do III Fórum Mundial de Seguridade Social – realizado em Doha, no Catar – o Brasil foi escolhido como país sede da quarta edição do evento, que ocorrerá no último trimestre de 2016 em Natal (RN). O ministro Garibaldi Alves Filho exibiu vídeos a respeito da Previdência Social do Brasil e também sobre a capital potiguar para defender a indicação da cidade.

Um pouco antes – durante a Cúpula Mundial da Seguridade Social, em sessão plenária coordenada por Errol Frank Stoové, presidente da Associação Internacional de Seguridade Social (AISS), a organizadora do Fórum de Seguridade – Garibaldi Alves Filho apresentou um painel sobre a Previdência brasileira. Também participaram, como painelistas, representantes do México, São Vicente e Granadinas, China, Malásia, Rússia, Burkina Faso e do Banco Mundial.

O ministro da Previdência Social do Brasil divulgou dados como os apurados em 2012, na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento concluiu, entre outras constatações, que a população brasileira teria cerca de 24,6 milhões a mais de pessoas situadas abaixo da linha da pobreza se não existissem as transferências previdenciárias. O problema se agravaria entre os idosos.

Além de mostrar a realidade da seguridade do seu país, os painelistas discutiram o papel da proteção social da população em um mundo complexo, cheio de riscos sociais e em constante mutação. No caso do Brasil, Garibaldi Alves Filho explicou que a Previdência alia a função de proteção social – que lhe é específica – com a redistribuição social e regional dos recursos econômicos. “Os benefícios previdenciários melhoram a distribuição de renda no Brasil”, afirmou o ministro brasileiro.

Garibaldi Alves Filho demonstrou otimismo na superação dos desafios que ora se apresentam para a Previdência Social, como o aumento da filiação de novos segurados, estendendo a cobertura do seguro social para milhares de famílias brasileiras ainda desamparadas, e o maior equilíbrio financeiro e atuarial do sistema. “Também estamos atuando no combate incessante, sem tréguas, às fraudes e à sonegação e na adoção de uma política administrativa voltada para a modernização e a dinamização do atendimento ao segurado”, acrescentou o ministro.

Natal – O fato de a Previdência Social do Brasil ser a maior seguradora social do mundo repercutiu positivamente no momento em que o país foi escolhido como sede do IV Fórum Mundial de Seguridade Social. Já a indicação de Natal – cidade na qual nasceu o ministro Garibaldi – se deu em virtude do crescimento que a cidade vem experimentando nos últimos anos e também por sua vocação turística.

O ministro apresentou um vídeo produzido pelo governo do Rio Grande do Norte mostrando algumas das principais atrações de Natal e divulgando aspectos da infraestrutura turística do estado.

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter