08/11/2013
Seja o primeiro a comentar

Drama da queda do valor das aposentadorias tende a se agravar em 2014

Oscar Andrades

Quando o valor das aposentadorias do INSS for reajustado no próximo ano, sua desvantagem em relação ao salário mínimo vai continuar acentuada. Os benefícios do INSS são corrigidos anualmente por um indicador de inflação: o INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor. Já o salário mínimo, além do INPC, tem um ganho real que varia a cada ano.

Veja o que ocorreu na última década. Em 2003, o valor máximo da aposentadoria era de R$ 2.508,72 – que correspondia a 10,45 salários mínimos. Hoje, o teto é de R$ 4.159,00 – ou 6,13 salários mínimos. A julgar pelo o que está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias cuja votação está prevista para o próximo dia 19, em Brasília,aposentados e pensionistas vão ficar com minguados 5,2%, cujo percentual será aplicado a partir de 1° de janeiro nos benefícios de 9 milhões de segurados que recebem mais do que o mínimo nacional ( R$ 678.00).

Já os 21 milhões de aposentados do INSS que ganham o salário mínimo terão correção maior. Pela LDO enviada ao Congresso, o piso nacional subirá 6,12% também em 1º janeiro. O piso sobe de R$ 678 para R$ 719.

O aumento do salário mínimo leva em conta a variação do PIB de dois anos antes, no caso 2011, que foi de 0,9%, mais a projeção da inflação pelo INPC do ano anterior, prevista para de 5,2% pelo governo.Em 2013, a correção dos benefícios previdenciários maiores foi de 6,2%.

A previsão de aumento para o ano que vem faz com que cada vez mais aposentados e pensionistas do INSS passem a ganhar o piso. Desde 2011, o governo só tem dado a correção da inflação do ano anterior para quem ganha mais.

O maior reajuste dos últimos anos para esse pessoal foi em 2010, com correção de 7,72%, em um ano em que a inflação registrou alta de 3,45%. Com o reajuste de 5,2% que entra em vigor em janeiro de 2014, o teto da Previdência vai chegar a R$ 4.375,26, contra os atuais R$ 4.159.

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter