22/04/2013
Seja o primeiro a comentar

Como cultivar uma horta caseira

Época

 

Usar ervas frescas, sem agrotóxicos e colhidas em casa para cozinhar pode parecer algo viável apenas para quem tem muito espaço e tempo para se dedicar às plantas. Porém, essa ideia está errada. Para os que têm jardim em casa, poucos centímetros de um canteiro já bastam para o plantio. Quem não conta com espaços verdes pode optar por vasinhos, jardineiras ou mesmo pelas hortas verticais – vasos presos na parede por suportes. A herborista Silvia Jeha, da Sabor de Fazenda, explica que com poucos minutos por dia é possível cultivar temperos frescos e de qualidade.

Confira as orientações e cuidados iniciais:

Paladar

Além de divertida, a jardinagem caseira é uma atividade saudável. Estudos da Federação de Fazendas Urbanas e Hortas Comunitárias do Reino Unido afirmam que a prática pode aguçar o apetite, evitar a insônia e beneficiar os sistemas respiratório e cardiovascular. Ao consumir o que é produzido na jardinagem, os resultados são ainda melhores. “Por menor que seja, a ingestão de ervas orgânicas reduz no corpo a presença de toxinas, substâncias potencialmente prejudiciais à saúde", diz a nutricionista funcional Regina Dencker. "Outra vantagem é que alimentos sem agrotóxico apresentam maior quantidade de fitoquímicos e concentração de nutrientes".

As ervas cultivadas em casa podem temperar pratos simples, preparados no dia a dia do lar, como massas, carnes, grãos, legumes e saladas. E em vez de comprar um maço inteiro de hortelã, por exemplo, para uma receita que pede apenas duas folhinhas, é só colher a quantidade necessária na sua horta. Sem desperdícios.

Compostagem

Para cultivar uma horta sem produtos químicos, é indicado fortalecer a terra com adubo natural, que pode ser feito a partir dos resíduos orgânicos produzidos em casa, como restos ou partes estragadas de frutas, legumes e outros alimentos, além de papel e folhas secas. O adubo orgânico é obtido por meio do processo da compostagem. Nos jardins das casas, pode ser feita ao ar livre, em um canteiro na sombra. Em apartamentos, há a opção do minhocário, que consiste em três caixas empilhadas, nas quais são depositados os restos orgânicos, folhas secas, terra, minhocas californianas e outros bichos decompositores, como tatus-bola e centopeias. Como resultado, obtêm-se chorume e adubo de minhoca. No vídeo ao lado, a herborista Sabrina Jeha, da Sabor de Fazenda, ensina como fazer a compostagem caseira.

Plantas medicinais, aromáticas e condimentares

Entre os benefícios da horta caseira estão uma alimentação mais saudável, ambientes melhor decorados e uma vida menos estressante. Veja na imagem abaixo mais dicas de plantio.

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter