08/02/2013
Seja o primeiro a comentar

Cartas de amor podem salvar o relacionamento, diz pesquisa

Revista Superinteressante

 

E você nem precisa mandá-las. É só gastar 21 minutos por ano, em três cartinhas, para escrever sobre seu relacionamento. Tiro e queda: após um ano, você vai se sentir bem mais feliz e satisfeito.

Parece até simpatia. Mas os pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, garantem que a “lição de casa” funciona mesmo. Por dois anos, eles contaram com a ajuda de 120 casais, casados há mais de 11 anos. A cada 4 meses, os voluntários contavam como estava o relacionamento, se andavam felizes com o nível de amor, intimidade, confiança, paixão e comprometimento. O desafio seguinte era escrever sobre os últimos meses e o principal desentendimento, sob a perspectiva de um observador neutro que torcia pelo bem do casal. Eles gastavam, em média, 7 minutos com a tarefa.

Deu certo. A cada novo encontro, os casais se sentiam mais felizes com o relacionamento. Só que no segundo ano, metade dos casais não seguiu o ritual de escrever algumas linhas sobre o casamento. E aquela felicidade crescente começou a cair – ou pelo menos estagnou. Entre os participantes que mantiveram as cartas, o nível de felicidade seguia em alta.

“Esse efeito também reflete em outros aspectos, como a paixão e o desejo sexual, que ficam vulneráveis com o passar do tempo”, explica o pesquisador Eli Finkel. “E isso funciona com pessoas que se casaram no mês passado ou há 50 anos”.

Ou seja, escrevam. Simples assim.

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter