31/10/2013
Seja o primeiro a comentar

Finanças: casais sem filhos também precisam planejar!

Finanças Práticas

 

Por diferentes motivos, muitos casais optam por não ter filhos. No entanto, essa escolha não os libera de organizar as finanças. Ao contrário, o fato de terem menos despesas no orçamento do que uma família com dependentes sugere ao casal maior disciplina e planejamento financeiro para uma vida tranquila hoje e no futuro.

Orçamento em dia

O primeiro passo é organizarem, juntos, a planilha de orçamento, listando todas as receitas e, depois, as despesas. O casal deve identificar sua saúde financeira hoje, se estão com as contas controladas e onde podem cortar gastos.

A opção de viver a dois pode gerar grande conforto financeiro, caso haja planejamento. No sentido oposto, a realização de sonhos de consumo e a vontade de curtir o momento podem levar ao endividamento. Daí a necessidade de pensar neste assunto!

Poupar sempre

Estabeleçam metas de curto, médio e longo prazo, que darão a vocês uma ideia de tempo para atingirem seus objetivos. Com as finanças em dia, procurem poupar, pelo menos, 10% do salário que recebem, logo que o dinheiro for depositado na conta.

Com esta poupança mensal, podem planejar, por exemplo:

- Curto prazo (até um ano): a compra de uma TV para o quarto, uma pequena reforma no apartamento etc.;

- Médio prazo (um a cinco anos): o curso de pós-graduação, uma viagem ao exterior, a compra de um carro etc.;

- Longo prazo (mais de cinco anos): a compra da casa etc.

Investindo na carreira

A vida é composta por ciclos e na profissão isso também acontece. Cabe ao casal identificar o momento que ambos vivenciam hoje, tirando proveito deles. Geralmente o auge da carreira ocorre por volta dos 30 a 40 anos. Saibam identificar este momento, vendo-o como oportunidade de “planejar o futuro”, em vez de simplesmente “curtir a vida”.

Planejem e invistam, em conjunto, na carreira de cada um, identificando oportunidades de crescimento, observando cursos de especialização na área, buscando realizá-los. Analisem a viabilidade de realizarem esses cursos ao mesmo tempo, ou de intercalarem, visando controlar melhor os cursos e a rotina do casal. O importante é estar ciente da necessidade de empreender na própria carreira, visualizando sempre novas oportunidades e, ainda, pensando no futuro.

Aposentadoria

A preocupação do casal, na aposentadoria, será de garantir o próprio sustento, uma vez que não terão gastos com faculdade dos filhos etc. Mas isso não significa que poderão viver bem apenas com os recursos do INSS, certo?

Se a intenção é realizar sonhos, viajar, curtir a vida na terceira idade, é necessário se preparar para isso. E quanto antes começarem este planejamento, melhor! O esforço de poupar será menor e, abrindo mão de algo hoje, em função de tranquilidade no futuro, verão os resultados.

O casal, mesmo bem cedo, deve listar seus objetivos na aposentadoria:

- se pretendem parar de trabalhar ao mesmo tempo, ou se farão isso um de cada vez;

- se imaginam abrir um negócio logo que se aposentarem;

- se o sonho é pendurar realmente as chuteiras, relaxar e viajar.

Toda decisão pede planejamento!

Ampliação do patrimônio e IR

O casal deve sempre pensar em formas de ampliar seu patrimônio ao longo da vida, vendo assim o seu trabalho “render frutos”.

O planejamento financeiro deve considerar o lado tributário. Afinal, sem dependentes, os gastos podem até ser menores, mas as deduções com Imposto de Renda também.

Diante disso, informem-se muito sobre as possibilidades de reduzir a mordida do Leão e planejem com antecedência a entrega da declaração de IR, analisando possibilidades e fazendo suas simulações: declaração em conjunto ou separado, modelo Simplificado ou Completo, investimento de Previdência Privada para aproveitar o benefício fiscal etc.

Compartilhando informações

É importante que o casal tome decisões em conjunto, em todos os aspectos das finanças e que compartilhe a organização da casa e, sobretudo, de todos os documentos.

Ambos devem ter consciência dos seus compromissos financeiros, contratos e senhas, de forma a poderem dar continuidade a este planejamento, na ausência um do outro, se preciso for.

Curtam a vida, com planejamento!

Avalie esta matéria:     0

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Olá Convidado
publicidade
Facebook
Twitter