Marina Silva, em campanha presidencial, posicionou-se pela manutenção do fator previdenciário

« »